top of page
  • Imprensa

TJ/SP autoriza uso de músicas do Secos & Molhados em série sobre o grupo musical.

Escrito por Pedro Prado.

Imagem: Divulgação | Pipoca Moderna.


A Santa Rita Filmes venceu na Justiça o direito de usar músicas do grupo Secos & Molhados na série documental "Primavera nos Dentes". O Tribunal de Justiça de São Paulo deu ganho de causa à empresa contra o integrante do grupo, João Ricardo, que vetou o uso.


João Ricardo tem um histórico de tentar barrar obras sobre a história da banda. Há dez anos, ele proibiu que sua imagem aparecesse no livro de memórias de Gerson Conrad, integrante do trio, e recentemente também teria proibido a Globo de usar sua história numa minissérie sobre o Secos & Molhados - o que fez o projeto ser descartado. Ele é um dos autores de dois dos maiores hits do grupo, "Sangue Latino" e de "O Vira", e se recusava a autorizar o uso de suas composições, embora Ney Matogrosso e Conrad estivessem de acordo.


A decisão da Justiça cria uma importante jurisprudência no direito autoral brasileiro.


Além dos dois sucessos, outras três canções foram liberadas para serem ouvidas na série: "Fala", "El Rey" e "Mulher Barriguda".


Baseada no livro de Miguel de Almeida (que está sendo relançado pela Record neste mês), com direção dele próprio, a série em quatro capítulos pretende contar a história e a época do Secos & Molhados, grupo que vendeu mais de 1 milhão de discos na década de 1970 e revelou Ney Matogrosso, além de incomodar conservadores com sua imagem andrógina e letras de duplo sentido sobre sexualidade.


A série tem estreia prevista para o segundo semestre de 2023, comemorando os 25 anos do Canal Brasil.


Leia a íntegra em https://www.terra.com.br/diversao/entre-telas/series/justica-libera-musicas-do-secos-molhados-em-serie-sobre-o-grupo-musical,93ec99e94fecfdcfef4d1e49803660cava05y7h0.html

Comments


bottom of page